Santiago

Photo credit: Javier Vieras via VisualHunt / CC BY

Foto:Photo credit: Javier Vieras via VisualHunt / CC BY

Localizada em um grande vale ao lado da Cordilheira dos Andes a capital do Chile surpreende com as paisagens do seu entorno e uma identidade própria fascinante. Apesar do trânsito como qualquer grande capital, Santiago sabe misturar um certo ar europeu com ritmos latinos, como os Bellavista e Lastarria atrelados a uma metrópole grandiosa onde tudo está ao alcance. Por aqui, praças e parques concorridos ficam lotados em plena luz do dia como a Plaza de Armas e bairros boêmios, donos de uma vida noturna invejável vão chamando a atenção daqueles que se dão a chance de entrar no clima da cidade. Seus bons museus ocupam bem as tardes passadas entre suas ruas, como é o caso da Casa Museo La Chascona, antigo lar do poeta Pablo Neruda. E isso é só o começo: com tantas atrações e cenários encantadores com "quero mais".

O mais indicado é conhecer Santiago a pé visto que é próximo de tudo. Entre os destaques da capital, estão bairros como Bellavista e Lastarria, repletos de restaurantes, lojas e hotéis. Além da casa que pertenceu a Neruda, o Museu de Arte Precolombino com seu acervo fixo e exposições temporárias encabeçada por arqueólogos. O museu abriga mais de 2 mil peças indígenas, de povos que ocupavam as regiões dos Andes e da Patagônia. Se o passeio for meio a natureza, vale a pena ir Cerro Santa Lucia, com um belo gramado e visão panorâmica da cidade, e ao Cerro San Cristóbal, cujas trilhas incríveis e os cenários deslumbrantes o tornam um dos pontos favoritos dos moradores locais. Para valorizar um dos bons patrimônios chilenos, o vinho, vá até a Concha Y Toro. A construção, declarada como monumento histórico nacional, tem elementos neoclássicos e góticos na arquitetura e belos jardins. Os bairros de Las Condes e Vitacura concentram um bom número de restaurantes internacionais. No entanto, é em pratos com pescados e frutos do mar que estão a grande força da identidade gastronômica local, encontrados em grande parte das casas. Outro ponto forte da capital chilena é a carta de vinhos, que geralmente inclui preços justos. 

Época para visitar: O verão é muito quente e seco, mas março é um mês ótimo, pois as noites já refrescaram. Para conhecer as vinícolas, o ideal é ir de janeiro até março, quando os campos ainda estão coloridos ou há colheita da uva. 

 

Veja os atrativos!!

 

 

Destinos de Chile

Agência de Marketing Digital agência digital em são paulo agência digital agência vtex